Amar, Sentir e Ouvir …

00015

Tenho visto muito do pouco, ainda bem que sinto muito e não pouco de tudo.

Prefiro continuar nutrindo que a partir do amor próprio nos tornamos inteiros para amar o todo que se apresenta. E isso não depende de reciprocidade, nem sempre você recebe o mesmo que emana, isso é uma verdade. É melhor ser feliz e seguro do seu amor e não criar expectativas de receber todo esse amor de volta, isso é uma incerteza, mas se o seu amor for sincero o seu coração estará  em paz com o seu universo e isso basta. Vá inteiro daqui para lá sem esperar ou contar com o de lá para cá. 

A atenção real e honesta pelo outro tem força e poder que vai além do que  conseguimos compreender. A atitude de escutar sem falar é tanto amor quanto resolver um problema de imediato. A mensagem que fica é que muitas vezes o problema é insolúvel mas ouvir de todo coração também é solução.

Então vou continuar orando por dias com mais pessoas com espaço na alma para ajudar sem julgar, sorrir sem mentir, abraçar sem fim, ouvir para sentir e que defenda nos quatro cantos do mundo que o amor nos permite evoluir.

Aqui tem espaço.

T.C.

Desapegar, Preparar, Cuidar e Acreditar!

0009

Dias longos, saudáveis, com meditação, oração e muito agradecimento.
Há um vento constante, agradável, que embala e perfuma com serenidade uma evolução deliciosa.
Uma renovação mental e física edificam esse novo eu, criando espaços, ampliando sentimentos, definindo novas metas para todo novo que se apresenta graciosamente.
Quando abandonei paradigmas me vi como área de reflorestamento, em todas suas fases, começando pela parte mais dolorosa, terra árida quase sem novas expectativas. Passada essa fase, o coração encontrou determinação necessária para arar essa terra e agora iniciado o plantio a alma serenou um aguardar bom de ver tudo florescendo em seu devido tempo. Foi semeado muda de viver bem perene, não há pressa, há apenas esse gosto bom de viver cada momento lindamente.

Aqui estou onde tudo, absolutamente, foi conduzido para algo novo e melhor!

O que tens abraçado em teus dias? 

#T.C

Largue Mão … Alargue o coração!

plof

Assim que … folgar mais, Assim que terminar aquela parte da obra, Assim que concluir aquele módulo, Assim que quitar … Assim que … E assim vai você novamente sem largar mão de coisas, pessoas ou situações que só trazem energia ruim e afugentam a luz,  o sol interior que nos permite evoluir.

Largar mão do medo e do comodismo é necessário para alargar suas possibilidades espontâneas de crescimento verdadeiro. Não importa se o início é punk, já viu acontecimentos bons chegarem de mão beijada? De mão beijada só amor de mãe, afago de pai e colo de avó baby.

Abraçar o que está a disposição, o que não tem que pagar pra usufruir, revigora. Pode parecer ridiculamente simples mais experimente falar em voz alta com você mesmo, se pergunte e se responda, ande descalço numa grama após uma refeição, lave os cabelos sem pressa e sinta toda água de verdade em cada parte do seu corpo, cante mesmo que não saiba a letra do compositor, abrace e converse com seu cachorro, gato ou papagaio é um amor genuíno. Faça tudo isso e tudo o mais que lhe pareça ridículo aos outros mas só diz respeito a você, é libertador.

Liberte a dor, ela perde força e você finalmente encontra toda razão para largar mão do que não merece nem um dedo médio apontado! Se afastar de energias ruins escancara a alma para receber a energia boa vital que sempre esteve dentro de você.  #T.C

“Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. O instante mágico é o momento em que um ‘sim’ ou um ‘não’ pode mudar toda a nossa existência.” [Paulo Coelho]

Sobre mudanças…

A escrita não estava registrada mas as palavras, narrativas, indagações, perguntas, respostas e opiniões estas todas passeavam por aqui na minha mente. Como muitos, ou como a maioria é mais simples e direto jogar a culpa para a falta de tempo. Será mesmo? Penso que não, pois quando quero mesmo sempre dou um jeito… talvez não quisesse, talvez achasse incompleto, talvez quisera tantas coisas e acabei por não realizar quase nenhuma. Penso que algumas vezes queremos tudo mudado, mas não queremos passar pela mudança, queremos encontrar o novo todo pronto, bonito e arrumadinho mas isso só existe para alguns, eu imagino, mas até então não conheci ninguém que compartilhe essa experiência comigo. O fato é que na minha coleção de experiências me orgulho da maior parte de tudo que passei, mudaria sim alguns posicionamentos, decisões e opiniões, se fosse possível, porque não? Dizer que não mudaria nada pois tudo que fiz criou a pessoa que sou hoje, é lindo mas se eu tivesse a opção de fazer da forma que passei a enxergar e me posicionar depois do sangue quente com certeza seria mais coerente e mais condizente com o que sou, sim, claro que faria.

Houve momentos que tive olhar doce e tudo que vi foi contrário ao açúcar, nesse momento virei flor de sal e consegui em determinado momento, quase no final do cozimento, transformar toda a receita em algo diferentemente mais gostoso. Por isso aqui estou novamente recriando minhas receitas, dosando novos temperos e mantendo o que é predileto ao meu paladar exigente e hávido.

E no meio de tanta gente … ops, não é uma canção. E no meio de tantas mudanças retornou a vontade de escrever linhas novas, sobre muito de tudo, sobre o pouco de alguns, sobre o cotidiano bom, os acontecimentos de dentro e as arestas de fora.

Novos rabiscos que acontecem por aqui e ali.   #T.C

0002

Alma aberta…

Alma aberta...

Nem toda escolha é sucesso nem todo sucesso nasceu da primeira escolha, ou última. Tudo tem tempo de ser, acontecer e merecer. Não necessariamente nessa ordem, mas em algum momento tudo entra em ordem ou desordem. Finalmente ou inicialmente tudo se apresenta ou se transforma como deve ser ou não ser… muitas vezes não é o que gostaríamos que fosse, mas também o que muitas vezes desejamos ter ou ser não é o melhor, pode crêr! Confuso ou não é questão de aceitação. Aceite-se na ordem ou na desordem desde que não se perca muito tempo tentando entender e não permitindo simplesmente acontecer. Largue mão de se preocupar em saber onde estão as chaves do coração, Deus sabe o que é verdadeiramente perfeito para nós em cada estação. Vivendo o livre arbítrio de ser feliz sem necessariamente ter tudo e tendo felicidades inexplicáveis sem ser ou atender as expectativas que esperam do meu ser. Um amor próprio sem fim. 🙂

” Quando o céu quer salvar um homem, lhe envia o amor.” [ Lao Tsé ]

Je Veux d’l’amour, d’la joie, de la bonne humeur…

Imagem

” … A paz está dentro, não procure fora. Aquele que olha pra fora, sonha, aquele que olha pra dentro,acorda…” [Buda e Jung]

E começo assim… nunca tive tudo que quis ao mesmo tempo, mas sempre tenho o que quero no melhor tempo. Um dia já perdi o chão e conheci algo maravilhoso chamado recuperação. Nessa caminhada encontrei pessoas boas e outras nem tanto assim mas prefiro abraçar a causa de que a esperança não tem fim. Gosto de arte, prosa, música e poesia mas também tenho laços afetivos com números, política e economia. Não julgo situações diferentes como complicado prefiro enxergar diferenças como algo a ser decifrado. Meu sorriso é folgado, é largo, meus gestos nem sempre são sincronizados e não tenho simpatia por atos armados, feliz mesmo é essa vibe que vivo, ser totalmente AMADO!  É assim que sei sentir é assim que sei florir. [T.C.]

Mês Meu!

 

” Nem vem tirar Meu riso frouxo com algum conselho

Que hoje eu passei batom vermelho,

Eu tenho tido a alegria como dom

Em cada canto eu vejo o lado bom”

[Mallu Magalhães]

 

E quando chegam os ares de Fevereiro mais um ciclo se apresenta, a energia aflora, o que foi concluído me sorrir, todos aprendizados dão mais força ao crescimento, o novo vem querendo abraço, novos votos cheios de esperanças, sonhos e amor perfumam a alma em um convite doce para ser mais um ano FELIZ! 

Eu celebro a saúde da alma, do espírito, da mente e do corpo, que torna possível com o toque Deus cada amanhecer de meus olhos. Testemunha de que tudo é possível quando se tem fé e amor!

Paz, Bem e um lindo céu azul de possibilidade, Bisous.